Mapah News

Mapah News

Notícias

Conheça os principais tipos de auditoria e sua aplicação

Pode ser que você tenha visto em filmes, seriados ou nos jornais que uma empresa contratou um auditor para descobrir uma fraude, mas você saberia dizer o que é a “auditoria?”. Se trata de um dos processos mais importantes dentro de uma organização. É este procedimento que assegura a todos interessados junto à empresa, a certeza da sua atuação com segurança e transparência. Para o funcionamento da companhia, é primordial que ocorra esse acompanhamento das atividades, que tem de maneira geral o objetivo da correção de determinado processo, seja ele resultado erros internos e até mesmo fraudes.

Você já sabe que a contabilidade registra, estuda e interpreta todos os dados que ocorrem dentro de uma organização. Uma vez que a contabilidade registra os fatos contábeis, a auditoria seria o meio que certifica estes mesmos fatos, atestando se as operações estão corretas e se demonstram a realidade da empresa. Dentro do universo contábil, a auditoria é uma especialização que, por meio de técnicas e procedimentos, realiza uma investigação minuciosa que verifica e analisa as atividades desenvolvidas.

 

Os modelos e tipos de auditoria


Existem diferentes tipos de auditoria, para as mais diversas áreas dentro de uma empresa e são dois os modelos adotados para aplica-las: auditoria externa x auditoria interna. Na primeira opção mencionada, profissionais fora da empresa são acionados. Esses indivíduos não devem possuir qualquer tipo de vínculo com a empresa, o que corrobora para uma avaliação livre de influências e interesses. Normalmente esse tipo de auditoria visa a obtenção de alguma certificação ou o cumprimento de alguma normal, seja ela por força de Lei ou não. 

Já na auditoria interna, há um grupo de indivíduos da mesma companhia que agem verificando se os processos postulados pela empresa estão sendo desenvolvidos de forma adequada e eficaz, reparando eventuais erros para posteriores correções. Em suma, a externa busca a fidelidade dos registros enquanto a interna busca nas possíveis incorreções e falhas modos de melhoria na inteligência do negócio.

Há diferentes áreas da organização que podem ser auditadas, agora que você sabe os modelos que podemos aplicar, conheça logo abaixo algumas das mais importantes e comuns a serem realizadas! 


1.    Auditoria contábil por exemplo, é obrigatória em empresas de grande porte e talvez por isso seja o tipo mais conhecido. Ela observa as devidas correções que devem ser feitas no negócio, mas funciona principalmente como um certificado de transparência, uma empresa que tem uma boa saúde financeira e segue corretamente as leis tem chances maiores de conseguir investidores e credibilidade perante aos seus atuais e futuros clientes. 


Será por meio de registros contábeis que vão averiguar o balanço patrimonial, fluxo de caixa e os resultados os exercícios financeiros de datas anteriores a auditoria, atestando assim a precisão dos documentos.


2.    Auditoria fiscal avalia alguns nomes conhecidos dos brasileiros: PIS, COFINS, IPI, IRPJ, CSLL, ICMS, ISSQN entre outros. Aqui é essencial que as obrigações fiscais estejam em dia, para não ter problemas na Receita Federal. As questões tributárias no Brasil são muito complexas e requer um cuidado maior por parte das empresas para que essas possam se enquadrar na garantia de todos os aspectos fiscais, conforme as leis. Também há a possibilidade de vantagem fiscal, claro que de forma legal, podendo ser um ganho para a companhia esse tipo de fiscalização. Esse procedimento vai ser feito em busca da análise das atividades e pagamento de tributos envolvendo três esferas: municipal, estadual e federal.


Outro ponto importante no processo de revisão fiscal, é a auditoria das obrigações acessórias, tais como: EFD contribuições, ECF – escrituração contábil fiscal, ECD – escrituração contábil digital, EFD ICMS/IPI e entre outras, onde são revisadas a exatidão das informações prestadas nas obrigações acessórias as quais as empresas são obrigadas a enviar ao fisco federal, estadual e municipal de forma periódica. 


3.     Auditoria trabalhista e previdenciária a auditoria trabalhista e previdenciária anda juntas. O seguimento das leis que regulamentam a atividade laboral deve ser levado à risca, garantindo direitos e deveres de empregadores e empregados. O principal objetivo vai ser evitar passivo oculto, reduzir custos e aumentar a produtividade. As relações de trabalho são reguladas por muitas normas que passam da conhecida CLT, a própria Constituição Federal, convenções de cada categoria para citar algumas, então se faz necessário uma auditoria minuciosa em vários aspectos para garantir o bom cumprimento dinâmica trabalhista.

Agora que você conheceu o que é a auditoria, seus modelos e tipos, fica uma certeza: ela garante uma vida saudável a sua empresa, fazendo com que transparência e segurança andem de mãos dadas para os seus colaboradores e clientes. Seja optando por uma auditoria interna ou externa, o importante é que ela sempre possa trazer resultados positivos, em ações contundentes para a melhoria de erros observados ou da certeza que todo o planejamento estratégico da sua companhia está sendo colocado em prática. De qualquer forma, a sua empresa só ganha por se organizar, com informações valiosas que certamente vão contribuir para adquira processos mais eficazes.


Conta para gente, como está a organização da sua companhia? A Mapah trata sua empresa como a nossa, com muito cuidado e seriedade. Por isso, oferecemos vários tipos de auditoria para diversos negócios. Aqui você vai achar profissionais compromissados para contribuir com aprimoramento do seu negócio. 


Acesse nosso site e conheça nosso portfólio de serviços, deixe que a gente torne a sua empresa ainda mais ágil e eficiente!

 

Fonte: MAPAH

Lista de Conteúdos

Cadastre-se e fique por dentro!

Receba atualizações diretamente no seu email